Como se preparar para a OAB em 60 dias

Por:

Camila Lopes Martins

Não são os sortudos que alcançam a aprovação, são os que organizam o seu plano de ação e que mantêm a consistência na execução desse plano. Por isso é fundamental montar um planejamento realista e bem estruturado, capaz de trazer segurança em tempos de nervosismo e ansiedade. Tendo em vista o curto período que antecede o XXXV Exame, optar um cronograma já estruturado e estrategicamente pensado por especialistas no assunto, direciona o seu estudo e responde a principal dúvida de todo examinando: “por onde começar?”

O ponto que ainda recai a você é a determinação de quando se dará a efetivação desse plano. Exige-se uma rotina de estudos, com a destinação de no mínimo três horas diárias, que devem ser cumpridas com a seriedade que a prova requer, ou seja, na ausência de elementos que provoquem a sua distração, deixe o celular em outro cômodo e evite ambientes com muito ruído.

O que estudar?

O cronograma direciona o seu estudo diário, a partir dos assuntos mais relevantes de cada disciplina, além disso prevê a realização de questões de provas anteriores. Como o melhor jeito de combater o inimigo é conhecendo-o a fundo, o contato diário com as questões da FGV, ainda que você não tenha visto o ponto específico cobrado na questão, permitirá buscar tópicos novos e acostumar-se com a estrutura das questões e consequentemente com o perfil da prova.

Há também no cronograma a previsão de um simulado autoral e dos testes de nivelamento (íntegra das provas dos exames anteriores), aos quais se aplicará uma análise de desempenho, assim, será possível direcionar mais estrategicamente o seu estudo. Após a correção do simulado e dos testes, você deve registrar os seus acertos na planilha que antecede o cronograma, com esses dados preenchidos realize a média simples e encontre os seus pontos fracos e pontos fortes.

Como estudar?

Com os seus pontos fortes e fracos em mãos, você poderá direcionar os estudos da seguinte forma: as disciplinas que você encontra mais dificuldade precisam ser aprofundadas, preferencialmente através do estudo por videoaulas, por outro lado, as que você possui um domínio maior, podem ser estudadas a partir da leitura dos materiais, grifando as palavras principais. Ambas conciliadas com resolução de questões, fortificando o seu entendimento das matérias e fixando esses conteúdos.

Com relação aos métodos de estudo, trago algumas dicas que podem dinamizar sua aprendizagem, tornando-a mais produtiva, além de permitir revisões mais rápidas:

FORMAS DE APRENDIZAGEM:

Visual: Assistir videoaulas, anotando somente palavras-chave da explicação; Ler os materiais fazendo grifos. Usar mais de uma cor de caneta, conforme a importância do tópico.
Escrita: Fazer mapas mentais simples, utilizando apenas palavras-chave do que foi lido ou assistido.
Auditiva: Escutar podcasts sobre a matéria.
Ensinando: Gravar áudios curtos dos assuntos estudados. Você pode enviá-los em um grupo de WhatsApp no qual apenas você faça parte, assim você terá pequenos podcasts, que podem facilmente ser acessados e ter a velocidade aumentada.    

Não existe um método universal, a melhor forma de aprendizagem depende do seu perfil. É importante testar todos esses métodos e fazer a autoanálise do que funciona melhor. Independente do método teórico que você utilize, combine-o com a resolução de questões, pois é a melhor forma de fixar os pontos anteriormente estudados.

Vale a pena começar agora?

O cronograma de 60 dias foi lançado recentemente, sendo plenamente possível iniciá-lo agora. Quanto aos assuntos atrasados, divida-os em pequenas partes a cada dia de estudo, até que esses tópicos já indicados no cronograma venham a ser cumpridos. O mesmo sistema serve para aqueles alunos que ficaram algum dia sem estudar. As falhas no cronograma podem existir, mas não permita que elas virem rotina, busque ao máximo cumprir a sua meta diária de estudo.

  • Vale conferir a mentoria “Como ser aprovado estudando em 60 dias para a OAB?” onde a Prof. Luana Porto e eu damos mais dicas de como manter a consistência nessa reta final.

Estudar e buscar a realização do seu objetivo jamais será motivo de arrependimento. O período de preparação ao exame da OAB nada mais é que um investimento de tempo, investimento esse, que trará resultados vitalícios, não apenas financeiros, porque ainda que você não venha a exercer a advocacia, a preparação para o exame de Ordem te trará experiência para os próximos desafios que lhe aguardam.

O cronograma de estudos será a bússola que direcionará os seus estudos.

E o Ceisc estará de mãos dadas com você durante todo esse caminho.

Você não está sozinho.

Abração,
Camila Martins
.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Skip to content