,

Três bancas são habilitadas para gerir o Concurso Nacional Unificado!

De acordo com cronograma, processo de escolha da banca para Concurso Nacional Unificado deve ser definido no próximo dia 22 de novembro.

Mais um passo foi dado rumo a publicação do edital para o Concurso Nacional Unificado. Tudo porque foi anunciado nesta segunda-feira (13) as bancas habilitadas para serem escolhidas para gerir o concurso que promete mobilizar milhares de concurseiros do país no próximo ano.

Assim, de acordo com o MGI, três bancas permanecem na disputa para o certame, a escolha se deu após uma rodada de análise das propostas enviadas por cinco bancas interessadas, com duas sendo eliminadas do processo.

Sendo assim, ainda estão na disputa as seguintes empresas:

  • Cebraspe
  • Fundação Getulio Vargas (FGV)
  • Fundação Cesgranrio

Vale ressaltar que as bancas qualificadas, de acordo com o MGI cumpriram as qualificações necessárias, e a partir de agora participam de uma nova fase de análises. De acordo com o regulamento do Concurso Unificado, a previsão é de que a contratação da banca organizadora ocorra até o próximo dia 22 de novembro.

Por fim, a publicação do edital e a organização do CNU, ficará a cargo da banca escolhida. Segundo o cronograma, o Concurso Unificado prevê a publicação do edital em 20 de dezembro e provas no primeiro semestre de 2024.

Provas em fevereiro de 2024!

A prova tem data provável do dia 25 de fevereiro de 2024 – dividido em dois momentos na mesma data: 1º) Provas objetivas com matriz comum a todos os candidatos; e 2º) Provas específicas e dissertativas por blocos temáticos. Os resultados gerais da primeira fase devem ser divulgados até o final de abril de 2024 e o início dos cursos de formação, entre junho e julho do ano que vem.

Segundo o MGI, este projeto é inovador e ousado, que tem como objetivo estabelecer um critério de justiça de acesso às vagas públicas, afirmou o secretário de Gestão de Pessoas do MGI, José Celso Cardoso Jr. Segundo o secretário, estudos especializados indicam que esse formato unificado de provas, em detrimento daqueles que pretendem aferir conhecimentos, desde saída, muito especializados, tem sido capaz de selecionar melhor os futuros servidores e servidoras públicas, trazendo para o seio do Estado pessoas em geral íntegras e comprometidas com a esfera pública e as realizações da administração.

O certame será organizado a partir de uma Coordenação Geral composta pelo Ministério da Gestão e da Inovação (MGI), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o Instituto de Pesquisa Econômico Aplicada (IPEA), a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) e a Advocacia Geral da União (AGU). Este arranjo prevê também a participação ativa das comissões setoriais de cada um dos órgãos envolvidos, cujos representantes formariam o Comitê Consultivo/Deliberativo.

Mais concursos federais a vista!

Com uma série de concursos previstos para o próximo ano e a possibilidade de novos certames para cargos federais, sabia que você pode sair na frente na sua preparação? Conheça os nossos cursos e vamos juntos buscar a sua nomeação!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Tags

Posts relacionados

Pular para o conteúdo