,

TJ-AP altera comissão organizadora e se aproxima de novo edital

FGV será a banca do futuro certame que aguarda publicação de edital desde outubro de 2022.

Com banca definida desde outubro de 2022, o concurso para o Tribunal de Justiça do Estado do Amapá, anunciou em seu Diário Oficial na última quinta-feira (23), alterações na comissão organizadora do órgão, que trabalha em conjunto com a Fundação Getúlio Vargas, empresa contratada para o certame.

Com isso, o movimento realizado pelo tribunal pode ser o último entrave para o concurso que tem no seu projeto básico ofertas para vagas de cargos em nível superior em diversas especialidades.

Confira a publicação no Diário Oficial:

FGV foi a banca escolhida para o certame

No último dia 25 de outubro, foi publicado no Diário Oficial local, que a Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi escolhida como a banca organizadora do futuro concurso. Desde então, a empresa contratada pelo TJ-AP será encarregada pela publicação do novo edital.

Projeto básico foi divulgado

Revelado dois dias após a confirmação da FGV como banca do certame, o projeto básico revelou mais detalhes sobre o próximo concurso do Tribunal de Justiça do Amapá. Segundo o documento, serão ofertadas 36 vagas imediatas, além de formação de cadastro de reserva

Sobre as provas:

Ainda de acordo com projeto, o certame deve ser realizado em etapa única, com a apenas a prova objetiva sendo aplicada. A avaliação deverá ser composta de 80 questões, divididas em conhecimentos básicos e conhecimentos específicos. A prova objetiva será realizada na cidade de Macapá, capital amapaense, em turnos distintos.

Último certame aconteceu em 2014

Também organizado pela Fundação Getúlio Vargas, o último certame para o TJ-AP aconteceu em 2014. Na época, o concurso ofertou 100 vagas para os cargos de Analista e Técnico Judiciário em diversas especialidades. Do total, 15 vagas foram reservadas para profissionais com necessidades especiais.

Os aprovados foram alocados para atuação nos polos de Macapá, Mazagão, Tartarugalzinho, Pedra Branca do Amapari, Laranjal do Jari e Oiapoque. O salário inicial era de R$ 4.619,00 e R$ 6.009,16, para técnico e analista judiciário.  Os candidatos foram avaliados através de prova objetiva (todos os cargos) e prova prática para o cargo de Analista Judiciário: Taquigrafia.

Resumindo:

Tribunal de Justiça do Estado do Amapá (TJ-AP)

Cargos: Analista e Técnico Judiciário

Vagas: 36 + Cadastro Reserva

Escolaridade: níveis médio e superior

Salários: R$ 5.729,54 a R$ 7.102,68

Inscrições: A definir

Taxa: A definir

Provas: A definir

Banca: Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Estude com a melhor companhia

Você que deseja iniciar uma jornada de sucesso e conquista, rumo a tão sonhada carreira nos tribunais, pode contar com os melhores guias e uma metodologia exclusiva e inovadora, baseada na agilidade, eficiência e segurança que você precisa?

Apresentamos o novo Carreiras Tribunais, o preparatório que trará todo o conhecimento e direcionamento necessários para que possamos buscar sua nomeação, no tribunal brasileiro que você quiser. Vamos juntos?

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Tags

Posts relacionados

Pular para o conteúdo