,

Governo publica regulamento do Concurso Nacional Unificado

As provas para o Concurso serão aplicadas em 180 cidades.

Em edição extra do Diário Oficial da União, o Governo Federal publicou o regulamento que rege a primeira edição do Concurso Nacional Unificado.

A primeira etapa do Concurso será realizada por meio de uma prova objetiva ou objetiva e dissertativa, dependendo do bloco temático e a segunda etapa será uma prova de títulos.

Por meio do regulamento também é possível conhecer as principais datas para próximas etapas da organização o Concurso Nacional Unificado.

Confira cronograma

Contratação da banca organizadora: até 22 de novembro de 2023

Instituição da comissão do concurso: até 30 de outubro de 2023

Edital: 20 de dezembro de 2023

Provas: até março de 2024

Resultado final: até maio de 2024

Cursos de formação (se necessário) até julho de 2024

Posse dos novos servidores: agosto de 2024

Confira o regulamento completo clicando aqui

O Concurso Nacional Unificado terá vagas para cargos de nível Médio e nível Superior de ensino e com salários que chegam a R$ 23.597, 71. O candidato poderá concorrer a mais de um cargo, pagando apenas uma inscrição. O valor ainda não foi divulgado.

Relembre os órgãos públicos que aderiram ao Concurso Nacional Unificado

Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica): 40 vagas;

Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários): 30 vagas;

ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar): 35 vagas;

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística): 895 vagas;

Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas): 502 vagas;

Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária): 742 vagas;

Mapa (Ministério da Agricultura e Pecuária): 520 vagas;

MTE (Ministério do Trabalho e Emprego): 900 vagas;

Ministério da Saúde: 220 vagas;

AGU (Advocacia Geral da União): 400 vagas;

Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar): 40 vagas;

MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços): 110 vagas;

MCTI em partes (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação): 296 vagas;

MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública): 130 vagas;

MinC (Ministério da Cultura): 50 vagas;

MEC (Ministério da Educação): 70 vagas para ATPS;

MDHC (Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania): 40 vagas;

MPI (Ministério dos Povos Indígenas): 30 vagas;

MPO (Ministério do Planejamento e Orçamento): 60 vagas;

MGI (Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos) e as carreiras transversais: 1.480 vagas.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Tags

Posts relacionados

Pular para o conteúdo