,

Edital para o Concurso Nacional Unificado é publicado!

Concurso Unificado terá a oferta de 6,4 mil vagas em 21 órgãos federais. Inscrições a parir de 19 de janeiro. Provas em 5 de maio.

Fim da espera. Uma das seleções mais aguardadas para este ano acaba de ter o seu edital publicado. Falamos do Concurso Nacional Unificado (CNU), que é um modelo inovador de seleção de servidores públicos, e criado pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, traz a oferta de 6,4 mil vagas em 21 órgãos federais.

Com um cronograma de atividades já estabelecido, as inscrições iniciam no próximo dia 19 de janeiro até 9 de fevereiro e a realização da prova será no dia 5 de maio.

Confira o EDITAL na íntegra abaixo

Confira os editais por blocos temáticos

Bloco 1 – Infraestrutura, Exatas e Engenharia (727 vagas)

Bloco 2 – Tecnologia, Dados e Informação (597 vagas)

Bloco 3 – Ambiental, Agrário e Biológicas (530 vagas)

Bloco 4 – Trabalho e Saúde do Servidor (971 vagas)

Bloco 5 – Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (1.016 vagas)

Bloco 6 – Setores Econômicos e Regulação (359 vagas)

Bloco 7 – Gestão Governamental e Administração pública (1.748 vagas)

Bloco 8 – Nível Intermediário (692 vagas)

Vagas estão divididas em oito blocos temáticos

Com a oferta de 6,4 mil vagas imediatas, as oportunidades para o Concurso Nacional Unificado estão divididas em oito blocos temáticos onde estão distribuídas da seguinte forma:

Bloco 1 – Infraestrutura, Exatas e Engenharia (727 vagas)

Bloco 2 – Tecnologia, Dados e Informação (597 vagas)

Bloco 3 – Ambiental, Agrário e Biológicas (530 vagas)

Bloco 4 – Trabalho e Saúde do Servidor (971 vagas)

Bloco 5 – Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (1.016 vagas)

Bloco 6 – Setores Econômicos e Regulação (359 vagas)

Bloco 7 – Gestão Governamental e Administração pública (1.748 vagas)

Bloco 8 – Nível Intermediário (692 vagas)

CNU terá reserva de vagas para negros, indígenas e deficientes

Na coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (10), a Ministra da Gestão, Esther Dweck, confirmou que haverá reserva de vagas para pessoas com deficiência, negros e indígenas, esse último exclusivamente para as vagas da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI). A porcentagem da reserva de vagas fica distribuída da seguinte forma:

  • 5% para pessoas com deficiência
  • 20% para pessoas negras
  • 30% da FUNAI para indígenas

Inscrições a partir de 19 de janeiro até 9 de fevereiro

Outra informação importante, aponta para os valores de inscrição para o CNU. Segundo o MGI, o valor da taxa de inscrição será de R$ 60,00 para vagas de nível médio e de R$ 90,00 para cargos de nível superior. Vale ressaltar que estão isentos desse pagamento os candidatos que integram o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) aqueles que cursam ou cursaram faculdade pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) ou pelo Programa Universidade para Todos (ProUni); assim como aqueles que realizaram transplante de medula óssea.

O período de inscrições inicia no próximo dia 19 de janeiro até 9 de fevereiro. Para se registrar no CNU o candidato deverá acessar sua conta na plataforma Gov.br (serão aceitos todos os níveis – ouro, prata ou bronze). Em seguida, é necessário preencher os formulários e anexar os documentos exigidos no edital.No ato da inscrição, o candidato fará a escolha pela vaga pretendida, que estarão divididas em oito blocos temáticos.

Sobre o CNU

O CNU é novo modelo consiste na realização conjunta de concursos públicos para o provimento de cargos públicos efetivos no âmbito dos órgãos e das entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional, mediante a aplicação simultânea de provas em todos os Estados e no Distrito Federal.

Com o objetivo de promover igualdade de oportunidades de acesso aos cargos públicos efetivos, uma das propostas do certame é a de priorizar as qualificações necessárias para o desempenho das atividades inerentes ao setor público.

Fundação Cesgranrio será a banca do concurso unificado

Após dias de expectativa, a manhã do último dia 24 de novembro, foi de confirmação importante para quem já mira o Concurso Nacional Unificado. Tudo porque o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), anunciou em seu portal oficial a escolha pela a Fundação Cesgranrio como banca responsável pelo CNU!

De acordo com o MGI, a opção foi definida ainda no início da semana, mas por conta de trâmites jurídicos houve uma espera para realização do anúncio oficial. O contrato entre as partes foi assinado recentemente e assim publicado na edição do Diário Oficial da União.

Confira o extrato de contrato

Escolha da banca foi definida após estudo técnico

Segundo o MGI, a definição da banca partiu de um Estudo Técnico Preliminar (ETR), que estabeleceu-se os requisitos necessários para as empresas que desejassem aplicar a prova do Concurso Nacional. O documento foi remetido a 12 instituições que já fizeram seleções de concurso público para qualquer uma das três esferas de governo.

Dessas 12, cinco apresentaram propostas para aplicação da prova e, desse conjunto, três atendiam a todas as condições previstas pela Equipe de Planejamento da Contratação. “Como as três empresas tinham as qualificações necessárias, decidimos pelo critério da economicidade, ou seja, por aquela que cobrou o menor valor pelo serviço”, explicou a diretora do MGI.

O estudo técnico preliminar foi a base do Termo de Referência (TR) do concurso. O TR trouxe alguns aperfeiçoamentos em relação ao documento anterior, que era ainda preparatório, por observação das próprias empresas. Por isso, a recomendação dos órgãos de controle foi a submissão do TR novamente às três bancas que estavam na disputa.

As bancas analisaram o termo, ajustaram suas propostas e as apresentaram novamente ao MGI. A pasta selecionou a Fundação Cesgranrio, que ofereceu a proposta mais vantajosa para a Administração Pública, com o valor mais baixo.

A seleção da empresa ocorreu no começo da semana, seguindo o cronograma divulgado inicialmente, mas o Ministério da Gestão optou por aguardar o parecer jurídico final da Advocacia Geral da União para dar início ao contrato e fazer a divulgação.

Mais cidades estão habilitadas a receber as provas

Outra novidade é que a prova agora será realizada em 220 cidades. A mudança também foi definida após diálogo com a empresa selecionada para realização da prova. A ampliação visa garantir que regiões metropolitanas tenham provas em mais de uma cidade.

As novas cidades são: Ananindeua (PA), Aparecida de Goiânia (GO), Várzea Grande (MT), Camaçari (BA), Lauro de Freitas (BA), Caucaia (CE), Maracanau (CE), Jaboatão dos Guararapes (PE), Olinda (PE), Parnamirim (RN), São José dos Pinhais (PR), Farroupilha (RS), São José (SC), Serra Velha (ES), Vila Velha (ES), Betim (MG), Contagem (MG), Belford Roxo (RJ), Duque de Caxias (RJ), Niterói (RJ), Nova Iguaçu (RJ), São Gonçalo (RJ), São João de Meriti (RJ), Caçapava (SP), Guarulhos (AP). Hortolândia (SP), Jacarei (SP). Mauá (SP), Mogi das Cruzes (SP). Osasco (SP), Paulinia (SP), Santo Andrá (SP), São Bernardo do Campo (SP), São Caetano do Sul (SP), Taboão da Serra (SP), Valinhos (SP), Vinhedo (SP). Confira aqui a lista completa com as demais cidades onde o CNU será aplicado.

Com as alterações, o novo cronograma para o Concurso Nacional Unificado ficou da seguinte forma:

Publicação do Edital: 10/1/2024

Inscrições: 19/01 a 09/02/2024

Divulgação dos dados finais de inscrições: 29/02/2024

Divulgação dos Cartões de Confirmação: 29/04/2024

Aplicação das Provas: 05/05/2024

Divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redação: 03/06/2024

Divulgação Final dos Resultados: 30/07/2024

Início da Convocação para posse e Cursos de Formação: 05/08/2024

Foco na sua nomeação em 2024!

O edital para o Concurso Nacional Unificado chegou, e sabia que você começar hoje a sua preparação para aquele que será o ‘Enem’ dos concursos? Conheça o nosso preparatório completo para o Concurso Nacional Unificado e vamos juntos buscar a sua nomeação!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

2 respostas

  1. O motivo do meu contato é tirar uma dúvida sobre o conteúdo programatico do concurso CNU, no post informa que será o conteúdo geral + bloco 8, então, gostaria de saber se não poderá ser feito a troca do bloco 8 pelo conteúdo específico do bloco ao qual o candidato irá se inscrever?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Tags

Posts relacionados

Pular para o conteúdo