,

Confira as questões passíveis de recursos para o TJ-SP!

Questões da prova seguem em análise pelo corpo docente do Ceisc.

Em análise feita pelo corpo docente do Ceisc, estão sendo apresentadas as questões passíveis de interposição de recurso no concurso para Escrevente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Confira abaixo:

Veja o gabarito oficial:

Recursos:

Questão 01 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 02 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 03 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 04 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 05 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 06 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 07 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 08 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 09 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 10 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 11 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 12 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 13 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 14 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 15 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 16 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 17 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 18 

Enunciado da questão 18:  

De acordo com o texto, é correto afirmar que os contos de fadas  

(A) manipularam a sociedade ao longo da história, porém as pessoas ainda devem recorrer a eles como forma de evitar problemas na formação dos jovens.  

(B) se configuram em textos altamente prejudiciais ao desenvolvimento cultural e social, e o ideal é que a sociedade deixe de fazê-los circular nas escolas. 

(C) resgatam as experiências humanas altamente carregados de simbologia, e o melhor é deixá-los livres dos conceitos de ensino inexpressivos.  

(D) formalizaram o perfil feminino que organiza a sociedade através dos tempos, e as pessoas o usam prudentemente para resguardar a integridade psicológica das crianças.  

(E) resultam de uma visão distorcida da sociedade, e a sua escolha é ruim por deixar de lado a visão de educadores, pais, autores de antologias e editores. 

Razões de recurso: 

A questão teve indicada, em gabarito oficial preliminar, como correta a alternativa C. No entanto, considera-se que a alternativa D apresenta resposta compatível com informações e visão crítica da autora do texto. Está referido em D: 

“formalizaram o perfil feminino que organiza a sociedade através dos tempos, e as pessoas o usam prudentemente para resguardar a integridade psicológica das crianças”. 

Esse perfil feminino, alicerçado na ideia de que a menina a ser mulher deve ter um padrão de comportamento marcado por “comportamentos socialmente desejados na época para o gênero feminino”, está indicado no texto como algo próprio das narrativas dos contos de fadas tradicionais que procuravam, de forma velada, “impingir às criancinhas as diretrizes sociais em voga no momento” (segundo parágrafo). 

O segundo parágrafo do texto diz que isso é prejudicial às crianças e À sua formação: 

“É um velho vício este de querer atualizar, podar, limpar, meter em moldes ideológicos as antigas narrativas que nos foram entregues pela tradição. A justificativa é sempre a mesma, proteger as inocentes criancinhas de verdades que poderiam traumatizá-las. A verdade é sempre outra, impingir às criancinhas as diretrizes sociais em voga no momento”. 

Logo, considera-se justo que a afirmação dada em D seja considerada correta, pois os contos “formalizaram o perfil feminino que organiza a sociedade através dos tempos”, no caso o século XIX, período de disseminação desse tipo de texto literário, “e as pessoas o usam prudentemente para resguardar a integridade psicológica das crianças” e assim manter o padrão de comportamento em voga desejado para elas. 

A depender da interpretação do guarda, também é possível contestar a afirmação dada como certa pela banca, a saber, a alternativa C, que afirma: “resgatam as experiências humanas altamente carregados de simbologia, e o melhor é deixá-los livres dos conceitos de ensino inexpressivos.” Não há nenhum elemento no texto que autorize tachar como ensino inexpressivo o que os contos de fadas propunham. Ao contrário, eram tão expressivos que os próprios contos se tornaram meio para disseminação de simbologias. A redação dada para a alternativa C não permite considerar como correta tal redação sobre o texto. 

Diante do exposto, solicita-se à banca avaliação para reforma do gabarito, tornando a alternativa D a resposta correta. 

Questão 19 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 20 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 21 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 22 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 23 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 24 

Enunciado da questão 24:  

Assinale a alternativa em que, na reescrita da passagem – Curiosamente, as críticas não eram à versão Disney cujo aniversário se comemorava, mas à personagem em si… (1o parágrafo) –, a forma verbal destacada confere sentido de conjectura ao enunciado.  

(A) Curiosamente, as críticas não tinham sido à versão Disney cujo aniversário se comemorava, mas à personagem em si.  

(B) Curiosamente, as críticas não têm sido à versão Disney cujo aniversário se comemorava, mas à personagem em si.  

(C) Curiosamente, as críticas não seriam à versão Disney cujo aniversário se comemorava, mas à personagem em si.  

(D) Curiosamente, as críticas não são à versão Disney cujo aniversário se comemorava, mas à personagem em si.  

(E) Curiosamente, as críticas não foram à versão Disney cujo aniversário se comemorava, mas à personagem em si. 

Razões de recurso: 

A questão teve indicada, em gabarito oficial preliminar, como correta a alternativa C. No entanto, considera-se que a alternativa A apresenta resposta compatível com o conteúdo referente à flexão verbal da forma simples transformada em forma composta.  

No fragmento do texto, “as críticas não eram à versão Disney”, a expressão verbal “eram” remete ao Pretérito imperfeito do indicativo, que é usado para fazer referência a um fato ocorrido no passado, mas que não foi completamente terminado. Expressa, assim, uma ideia de continuidade e de duração no tempo. 

A transformação dessa forma verbal “eram” pela forma composta destacada “Curiosamente, as críticas não tinham sido à versão Disney cujo aniversário se comemorava, mas à personagem em si”, dada como incorreta no gabarito preliminar, apresenta o verbo no pretérito imperfeito composto do indicativo, que é usado para se referir uma ação que ocorreu antes de outra ação passada. Pode indicar também um acontecimento situado de forma incerta no passado, ou seja, algo que é uma conjectura. 

Pelo exposto, solicita-se retificação do gabarito ou anulação da questão, uma vez que a alternativa C também indica ideia de condição. Ou seja, há duas possibilidades de compreensão de respostas certas para a questão. 

Questão 25 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 26 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 27 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 28 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 29 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 30 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 31 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 32 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 33 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 34 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 35 

Não há possibilidade de recurso  

Não há possibilidade de recurso  

Questão 36 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 37 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 38 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 39 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 40 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 41 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 42 

Questão 43 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 44 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 45 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 46 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 47 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 48 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 49 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 50 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 51 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 52 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 53 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 54 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 55 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 56 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 57 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 58 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 59 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 60 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 61 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 62 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 63 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 64 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 65 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 66 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 67 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 68 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 69 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 70 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 71 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 72 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 73 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 74 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 75 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 76 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 77 

Não há possibilidade de recurso 

Questão 79 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 78 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 80 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 81 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 82 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 83 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 84 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 85 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 86 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 87 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 88 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 89 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 90 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 91 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 92 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 93 

A questão: 

OBJETIVO 

Apresentar argumentação lógica e consistente almejando a troca de gabarito da questão acima. 

APRESENTAÇÃO 

O enunciado da questão não fala que cada um dos 6 pais olha pela sala e vê seus filhos. Os pais presentes, segundo o enunciado, conseguem ver seus pais. Com isso, temos a seguinte possibilidade de árvore genealógica: 

Pessoa 1: A (Pai 1; Avô 1; Bisavô 1) 

Pessoa 2: B (Pai 2; Avô 2) 

Pessoa 3: C (Pai 3 (que é pai, mas não precisa ver filho na sala); Neto 1) 

Pessoa 4: D (Pai 4 (que é pai, mas não precisa ver filho na sala); Neto 2) 

Pessoa 5: E (Pai 5; Neto 3) 

Pessoa 6: F (Pai 6 (que é pai, mas não precisa ver filho na sala); Neto 4) 

Pessoa 7: G (Neto 5; Bisneto 1) 

Pessoa 8: H (Neto 6; Bisneto 2) 

Assim, o menor número possível de pessoas que podem estar nessa sala (dentre as alternativas propostas) é 8, alternativa E. 

Sendo assim, solicito a troca do gabarito preliminar divulgado. 

Questão 94 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 95 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 96 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 97 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 98 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 99 

Não há possibilidade de recurso  

Questão 100 

Não há possibilidade de recurso 

Vale lembrar que o corpo docente do Ceisc segue analisando as questões passíveis de interposição de recurso. E assim que possível atualizaremos este post.

Gabarito Extraoficial foi divulgado na última segunda-feira

A Fundação Vunesp, responsável pelo concurso de Escrevente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), disponibilizou a consulta aos cadernos de prova do certame na última segunda-feira (29). Nisso, os nossos professores disponibilizaram o gabarito extraoficial da avaliação objetiva do certame. A prova foi aplicada no último dia 28 de maio, em São Paulo/SP.

E seu próximo desafio será com o Ceisc!

Não deixe de usar todo conhecimento adquirido durante o estudo para um concurso em mais provas que virão. E para complementar seu preparo, conte com nossos cursos para os melhores certames do Brasil. Acesse já nosso site, e adquira seu próximo projeto em até 10x sem juros.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Tags

Posts relacionados

Pular para o conteúdo