,

Cebraspe se pronuncia após denúncias em curso do formação do INSS

Candidatos que participam da segunda etapa do Concurso INSS 2022, relataram uma série de problemas na condução do certame.

Última etapa antes da nomeação, o Curso de Formação para Técnico de Seguro Social do Concurso INSS 2022 tem sido alvo de insatisfação por parte dos candidatos aprovados na primeira parte do certame. Tudo porque na última semana, uma série de denúncias de problemas no andamento do curso de formação foram relatadas. Desde inconsistências no material didático fornecido para estudo, atingindo até a seleção de professores por parte da banca.

Segundo relatos dos aprovados que participam do curso, o corpo docente apresenta professores que dominam o conteúdo e outros que não tem experiência com a disciplina. A principal insatisfação acontece com a seleção de docentes para a matéria de Direito Previdenciário, o que na visão de alguns candidatos afetaria a isonomia do certame.  

De acordo com os aprovados que participam do curso, alguns professores têm domínio do conteúdo e outros não têm experiência com a disciplina. Eles reclamam, em especial, da seleção de docentes de Direito Previdenciário.

Cebraspe se pronuncia após denúncias de candidatos

Após a polêmica com os candidatos que relataram problemas na sequencia da etapa do Concurso INSS 2022, o Cebraspe, que é a banca que conduz os trabalhos emitiu um comunicado na noite da última terça-feira (14), esclarecendo alguns pontos de questionamento dos candidatos.

Confira o comunicado na íntegra:

Outro fator que tem gerado insatisfação entre os candidatos abrange o material fornecido para o curso de formação. O Cebraspe informou que as apostilas devem ser consideradas como roteiros de estudos e os candidatos devem complementar a preparação através do estudo da legislação através de outros meios.

Sobre o curso de formação

De caráter eliminatório e classificatório, o curso de formação é a segunda etapa do concurso INSS 2022, que convocou os primeiros 1 mil aprovados nas provas objetivas, e poderá eliminar dos candidatos que não atingirem os requisitos mínimos para avaliação.

Com carga horaria de 180 horas todas elas de modo presencial e em tempo integral, o candidato que participa desta fase do certame recebe auxílio financeiro de 50% do valor da remuneração inicial do cargo, ou seja, R$ 2.952,89. O curso de formação também conta com mais uma prova objetiva que será composta por 120 questões, onde será considerado aprovado o candidato que obtiver rendimento mínimo de 48 pontos.

Além disso, uma prova discursiva, que consistirá na produção de duas questões que deverão ser respondidas em até 15 linhas. O assunto versará sobre qualquer conteúdo abordado no curso de formação do concurso INSS. Nesta etapa que vale o total de 30 pontos, o candidato para ser considerado aprovado deve obter o mínimo de 12 pontos.

Nove capitais recebem curso de formação:

Serão convocados os primeiros mil candidatos classificados no concurso INSS 2022, com o curso de formação acontecendo em nove capitais do Brasil. São elas:

  • Belém (PA)
  • Belo Horizonte (MG)
  • Brasília (DF)
  • Florianópolis (SC)
  • Fortaleza (CE)
  • João Pessoa (PB)
  • Manaus (AM)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • São Paulo (SP)

Vale lembrar que o curso de formação é a última etapa antes da posse dos classificados no certame. Para ser considerado aprovado, o candidato deverá obter notas satisfatórias nas provas objetivas e discursivas que compõem essa fase do concurso.

Concurso INSS teve provas aplicadas no final de 2022

Aplicadas nos dias 27 de novembro em todo o país e 11 de dezembro após uma série de problemas na cidade de Guarulhos na Grande São Paulo, as provas objetivas do concurso INSS foram compostas por 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos. O certame é organizado pelo Cebraspe, que é a banca responsável pela condução dos trabalhos.

Novo concurso para INSS pode acontecer ainda este ano

Em seu discurso de posse no último dia 3 de janeiro, o Ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, prometeu que pretende zerar a fila de pedidos por benefícios previdenciários que aguardam avaliação no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A autarquia que é será subordinada a esse ministério, atualmente conta com uma longa espera por parte dos brasileiros.

A postura do ministro favorece a realização de um novo certame para o INSS já em 2023, foi o que também revelou no último dia 22 de dezembro, o Gabinete de Transição Presidencial ao divulgar o relatório final sobre a situação atual do INSS, em que revela que, nos últimos anos, a autarquia sofreu diversos prejuízos como a diminuição do quadro de técnicos do seguro social, o fechamento de agências físicas, a precariedade do serviço de teleatendimento, a migração do atendimento presencial para canais remotos, as limitações técnicas do canal digital, entre outros fatores.

Hora de buscar a sua nomeação!

Com uma série de concursos previstos para este ano, você pode sair na frente na sua preparação. Conheça os nossos cursos e vamos juntos buscar a sua nomeação!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Tags

Posts relacionados

Pular para o conteúdo