,

Câmara Municipal de Porto Alegre: Termo de Referência publicado!

Publicação traz informações sobre número de cargos, remunerações e conteúdo a ser cobrado em prova

Na manhã desta quarta-feira (08) foi adicionada, no portal Licitacon do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, a solicitação para que a seja contratada banca organizadora para o concurso da Câmara Municipal de Porto Alegre.

De acordo com o despacho, a prova a ser realizada destina-se ao provimento de cargos efetivos de nível médio, técnico e superior, para posições disponíveis, que vagarem, ou cargos criados após homologação do concurso.

Cargos e provimentos

Os cargos previstos no Termo de Referência são:

  • Analista de Tecnologia da Informação, com vencimento de R$ 4.257,30 podendo chegar a R$ 12.306,90;
  • Assessor Legislativo I, com vencimento de R$ 3.792,30 podendo chegar a R$ 11.376,90;
  • Contador I, com vencimento de R$ 4.257,30 podendo chegar a R$ 13.986,10;
  • Engenheiro Civil, com vencimento de R$ 4.257,30 podendo chegar a R$ 12.306,90;
  • Jornalista Radialista, com vencimento de R$ 4.257,30 podendo chegar a  R$ 12.306,90;
  • Jornalista Repórter, com vencimento de R$ 4.257,30, podendo chegar a R$ 12.306,90;
  • Jornalista Repórter Fotográfico, com vencimento de R$ 4.257,30 podendo chegar a R$ 12.306,90;
  • Médico, com vencimento de R$ 4.779,30 podendo chegar a R$ 13.350,90;
  • Procurador, com vencimento de R$ 4.779,30 podendo chegar a R$ 21.506,85;
  • Taquígrafo I, com vencimento de R$ 3.792,30 podendo chegar a R$ 11.376,90;
  • Assistente Legislativo I, com vencimento de R$ 2.680,50 podendo chegar a R$ 8.229,14;
  • Eletrotécnico com vencimento de R$ 3.009,20 podendo chegar a R$ 5.416,56; e
  • Técnico em Informática, com vencimento de R$ 3.009,20 podendo chegar a R$ 4.513,80.

Das provas

Os conteúdos a serem exigidos pelas provas, para cargos em fase única de concurso, são:

Já os conteúdos cobrados para cargos em duas fases são:

O cargo de Procurador exigirá uma terceira fase, sendo disposto desta forma:

Haverá, também, distinção entre tipos de cargos com relação ao método para estipular a classificação do candidato.

Para os postos de Assistente Administrativo I, Eletrotécnico, Técnico em Informática, Assessor Legislativo I, Analista de Tecnologia da Informação, Contador I, Engenheiro Civil e Médico será considerado que:

  • Tenha acertado, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das questões da prova
    de conhecimentos gerais;
  • Tenha acertado, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das questões da prova
    de conhecimentos específicos.

A nota final de aprovação do concurso corresponderá à média ponderada das notas obtidas em cada prova, com 70% de peso para a prova objetiva, e 30% para a redação.

Para o cargo de Procurador, será exigido que:

  • Tenha acertado, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das questões em cada
    bloco de provas;
  • Tenha acertado, no mínimo, 60% (sessenta por cento) do total de questões da
    prova objetiva.

A média ponderada para o cargo será de 20% para a prova objetiva, 30% para discursiva, 40% para a prática e 10% para a de títulos.

Partindo para as posições no campo da Comunicação, os cargos de Jornalista Radialista, Jornalista Repórter, Jornalista Repórter Fotográfico e Taquígrafo I exigem que o candidato tenha:

  • Acertado, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das questões da prova
    de conhecimentos gerais; e
  • No mínimo, 50% (cinquenta por cento) das questões da prova
    de conhecimentos específicos.

A média ponderada será de 40% para prova objetiva, 30% para redação e 30% para prática.

Foto: Ederson Nunes/CMPA

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Tags

Posts relacionados

Skip to content