Dicas de Leitura da Equipe CEISC

Compartilhe

A semana entre os dias 23 a 29 de outubro, foi instituída como a  Semana Nacional do Livro e da Biblioteca,  pelo Decreto nº 84.631 de 09/04/80. 

E o hábito de leitura proporciona, além de viagens literárias, o estimulo da criatividade, redução do estresse, incita partes diferentes do nosso cérebro, evolui escrita e interpretação de textos, desenvolve pensamento crítico entre vários outros benefícios. Confira a lista de indicações que a equipe do CEISC preparou com muito carinho para você!  

A Camilla Konzen indicou: O Poder do Hábito – Charles Duhigg        

Um livro que possibilita autoconhecimento e o entendimento do mundo a nossa volta. O Poder do Hábito traz, através de histórias de pessoas reais, um compilado científico de como o nosso cérebro funciona e como o nosso comportamento é regido pelos nossos hábitos pessoais e dos grupos em que estamos incluídos. É uma leitura envolvente e fácil, que flui de forma natural e possibilita significativo crescimento pessoal e profissional.

A Rafaela Vieira, separou a dica: Porque Amamos? – Helen Fisher

Um livro para refletir sobre as formas de se relacionar. Reunindo filosofias e mitos do mundo, proporcionando uma busca de autoconhecimento

 A Renata Ribeiro, não conseguiu separar uma dica só, e trouxe várias!

 A política sexual da carne Carol J. Adams

Um livro essencial e provocador para entender as estruturas do vegetarianismo e a sua relação com o feminismo. Fala sobre a ligação da dominância dos homens na sociedade e o consumo de carne. Indispensável para quem deseja ampliar sua visão de mundo e entender um pouquinho mais sobre a cultura de violência contra a mulher.

 

 

 

Viva à sua própria maneira: a rebeldia de ser você mesmo em um mundo que conspira contra a sua individualidade – Osho

O título é a melhor descrição do livro, que fala sobre a necessidade de provocarmos uma rebelião na sociedade, a fim de ousarmos ser quem realmente somos. Sem guerras, sem violência, mas uma rebelião pacífica e individual. É um livro que proporciona ótimas reflexões sobre a liberdade e, também, sobre o caminho para desenvolver o autoconhecimento.

 

 

A metamorfose – Franz Kafka

É um clássico, né? Daqueles livros que você pode ler e reler quantas vezes quiser, por ser bem curtinho, mas sempre encontrará novas percepções e compreensões durante a leitura. Com descrições extremamente detalhadas, te fazem viajar na história a ponto de se sentir plenamente envolvido com o texto! Prende a atenção do início ao fim!

 

 

Justiça: o que é fazer a coisa certa – Michael J. Sandel

É um livro de filosofia política, com linguagem acessível, que aborda diversas teorias de justiça. Trata de inúmeras complexidades da sociedade, utilizando exemplos do cotidiano, tais como aborto, casamento lgbtqia+, imigração, o lugar da religião na política, suicídio assistido, entre outros temas. Analisa valores morais e éticos, instigando o leitor a entender e se questionar sobre o que é, de fato, fazer a coisa certa hoje em dia.

A Marina Grehs também separou vários para indicar:

Ansiedade: como enfrentar o mal do século – Augusto Cury

Um livro que promove reflexão sobre a ansiedade e o poder que exerce sobre nós, caso seja permitido. Tem a proposta de apresentar soluções a curto e longo prazo para trabalharmos os nossos pensamentos associados a comportamentos ansiosos e, sobretudo, mostrar como a nossa mente funciona com esses sinais.

 

O poder da ação – Paulo Vieira

O livro relata exatamente aquilo que o título remete. O poder de nossas ações e o direcionamento das mesmas. O quanto o planejamento se faz essencial, mesmo para ações simples. Além disso, nos faz abrir uma porta de reflexão dos motivos pelos quais fazemos aquilo que fazemos e, ainda, da forma que fazemos.

 

 

Qual é a tua obra? – Mário Sergio Cortella

O livro trata de inquietações sobre liderança, gestão e ética. Sobre se manter questionador, mesmo quando os caminhos quiserem nos direcionar para o óbvio. Também fala sobre buscar o significado real das coisas (novamente falo de propósito). Muito interessante para quem tem dúvidas ou, ainda, dificuldades de enxergar o seu percurso evolutivo.

 

 

O monge e o executivo – James C. Hunter

O livro narra a trajetória do personagem Leonard Hoffman, um grande empresário norte-americano que deixa sua carreira para se tornar um monge, sobrecarregado da rotina de trabalho na cidade. É um homem que tem tudo e, ao mesmo tempo, se vê coberto de um imenso vazio. Fala sobre o processo de se reinventar, sobre a diferença entre poder e autoridade, chefe e líder. Nos faz refletir sobre nossa geração, onde ser workaholic é “positivo” e não preocupante.

 

Como evitar preocupações e começar a viver – Dale Carnegie

É o meu favorito. Posterior ao livro do Dale de “Fazer amigos e influenciar pessoas”, esse livro nos traz uma reflexão muito semelhante sobre vida, propósito e ações, muito mais direcionado para preocupações e como não ser dominado por elas, entendendo que nem tudo está em nosso controle.

A Julia Staub trouxe uma indicação para compartilhar

 A Revolução dos Bichos – George Orwell

O livro traz uma reflexão sobre poder, igualdade entre os homens, totalitarismo e manipulação política. Nele, o autor apresenta uma sátira política sobre a ditatura stalinista. É uma fábula com uma linguagem simples, que torna fácil a leitura.

A Silvia Clavijo indica: Peça e será atendido – Esther e Jerry Hicks

O livro traz dicas de como manter nossos pensamentos alinhados com o universo, e ter pensamentos positivos em sua maior parte do tempo.

 

 

 

Jaqueline Maia trouxe como dica: A coragem de ser imperfeito – Brené Brown

 

O livro é maravilhoso! Brené Brown trás reflexões de como compreender medos, imperfeições e encarar a vulnerabilidade sendo do jeito que somos.

Outra super leitora que não conseguiu trazer só uma dica foi
a Nathalia Konzen, que trouxe 8!

 Saga: Harry Potter – J. K. Rowling

Muitas pessoas conhecem os filmes, mas, nunca leram os livros! Repleto de magia, aventuras, descobertas e amizade, a saga Harry Potter marcou uma geração. Os livros te permitem viajar para uma escola de magias e bruxaria e proporcionam uma visão diferente do que o mundo em que vivemos.

 

O jardim secreto – Frances Hodgson Burnett

Um dos meus clássicos favoritos quando nova: conta a
história de uma órfã de 10 anos que vai viver com o tio na Inglaterra. Explorando
a casa e os funcionários ela faz novos amigos e todos transformam a vida uns
dos outros.

 

 

Dom Casmurro – Machado de Assis     

 Um clássico da literatura brasileira que é dono de todo meu coração. Perdi as contas de quantas vezes li e reli o livro que deixa a eterna dúvida “Capitu traiu Bentinho?”. O livro brilhante de Machado de Assis mexe com nossos sentimentos a cada página e nos faz suspirar com as relações entre os personagens. 

 

 

Prisioneiras – Drauzio Varella

O livro traz os relatos do Dr. Drauzio Varella em sua vivência como médico em  penitenciárias. O Dr. conta as histórias de diversas mulheres encarceradas: desde os motivos que as levaram a adentrar a criminalidade até o tratamento dentro das penitenciarias e a discriminação por parte da família.

 

 

Pai Rico e Pai Pobre – Robert Kiyosaki, Sharon L. Lechter    

Um dos maiores best-sellers da área de finanças pessoais. A
obra traz ensinamentos fantásticos que irão mudar a forma como você enxerga o dinheiro, apresentando conceitos surpreendentes envolvendo o  planejamento financeiro pessoal juntamente com a visão de como tais conceitos podem elevar o leitor a tão sonhada liberdade financeira.

 

Presos que Menstruam – Nana Queiroz

Aparentemente um livro mais direcionado ao pessoal do
direito, mas não! Recomendo que todos leiam com muita atenção, traz a realidade do nosso sistema prisional que não possibilita assistência adequadas as mulheres condenadas. O livro é bastante impactante, pois, temos muitas vezes as visões de penitenciárias abarrotadas por homens, com tudo, o descaso com a saúde e vivência da mulher nesses locais onde o Estado deveria as proteger é ainda maior.

 

Quando Nietzsche Chorou – Irvin D. Yalom

O livro traz eventos reais (com um pouco de ficção a autora
trata sobre um homem em crise existencial (mais precisamente um filósofo – que
se encontra em uma depressão tão profunda que demonstra tendências suicidas.

 

 

A genealogia da moral – Friederich Nietzsche

Um dos livros mais recentes que li e que ganhou todinho
minha atenção. É um estudo de Friederich Nietzsche sobre o que consideramos certo e errado comparativamente ao longo dos tempos e exemplificando que nossas definições se alteram de acordo com quem está no poder. Auxilia muito quem quer compreender política e criticar os pensamentos rasos que vemos nas redes sociais.

Maicon Douglas indicou o livro Descubra Seus Pontos Fortes – Marcus Buckingham e Donald O. Clifton.

Ótimo livro para quem busca autodesenvolvimento, ele baseia sua teoria que precisamos descobrir quais são nossos pontos fortes e desenvolver eles, para sermos melhores ainda. Ao invés de ficarmos tentando melhorar pontos fracos. Desenvolvido com base em pesquisa, o livro lhe dá a chance de realizar um teste e descobrir quais são os seus pontos fortes e como desenvolvê-los ao máximo.

O Luiz Henrique Pohlmann trouxe duas indicações;

Assim falou zaratustra – Friedrich Nietzsche

Fala sobre a vida de Zaratrusta um pensador que desce das montanhas depois de 10 anos, para ensinar aos homens o que descobriu em seu isolamento. Nesse livro Nietzsche expõe conceitos, desde o Eterno Retorno ao Super-homem.

 

 

O Inferno somos nós – Leandro Karnal e Monja Coen

O livro trata da questão de como desde pequenos somos “domesticados” com o medo. Como vivemos em meio a tanta intolerância e ódio. E ajuda em como não se deixar mover por esses sentimentos e sim compreender as diferenças e construir cultura de paz.

O Augusto W. Brandt também separou não uma, mas 5 indicações, confira:

Sapiens – Uma breve história da humanidade – Yuval Noah Harari

Como primatas insignificantes se tornaram senhores do mundo? Somos a única espécie que acredita em coisas que não existem na natureza, como Estados, dinheiro e direitos humanos. O livro explica, também, porque o capitalismo é a mais bem-sucedida religião, imperialismo o sistema político mais lucrativo e, porque nós, humanos modernos, embora sejamos muito mais poderosos que nossos ancestrais, provavelmente não somos os mais felizes.

 

A marca da vitória – Phil Knight

Biografia do Phil Knight, homem que fundou a Nike e atualmente um dos homens mais ricos do mundo. Leitura fácil e inspiradora. Importar tênis esportivos do Japão, nos anos 60, foi uma baita ideia.

 

 

Transformando suor em ouro – Bernardinho

História de Bernardinho contada por ele mesmo, desde os tempos de jogador até a consagração como técnico com o ouro olímpico. Mais do que falar sobre esporte, o livro apresenta visões que podem ser aplicadas no nosso dia a dia e em nosso trabalho. Não é à toa que hoje, Bernardinho, é dono de umas palestras mais requisitadas no mundo dos negócios.

 

A arte sutil de ligar o foda-se – Mark Manson

Depois de muito tempo postergando pra começar a ler o livro, achando que fosse só mais um “coach” com título apelativo pra vender, resolvi dar uma chance. Fui surpreendido positivamente. O livro tem uma abordagem franca e inteligente que te ajuda a descobrir o que é realmente importante na sua vida, e f*da-se o resto. Te ensina que você não precisa ser otimista o tempo todo e que muita coisa vai dar errado, e tá tudo bem!

 

Fodeu Geral – um livro sobre esperança? – Mark Manson

 

Segundo livro do autor, com o mesmo tipo de abordagem, mas com novos assuntos, consegue ser melhor que o primeiro.

A Jéssica Hentschke trouxe duas dicas para compartilhar:

 Mindset: A nova psicologia do sucesso – Carol S. Dweck

É um livro que nos faz refletir o quanto valorizamos a chegada, mas não o percurso, e chamar isso de talento ou sorte. Trata de reconhecer o nosso esforço e o dos outros ao buscar ou alcançar um objetivo.

 

 

Comunicação não-violenta – Marshall Rosenberg

Estou lendo ele ainda, mas é um livro que trata sobre a forma de nos comunicarmos com as outras pessoas e em como podemos transmitir a empatia que temos pelos outros e criar conexões com as pessoas. Parece simples, mas é preciso esforço diário para utilizá-la, já que somos únicos e cada um de nós possui necessidades diferentes e vivenciamos situações diferentes.

Claudia Zvoziak indica: Como Passar em Provas e Concursos – William Douglas

William Douglas é considerado um dos gurus sobre concursos públicos e, nesse livro, ele reuniu diversas técnicas para ajudar concurseiros em todo país, trazendo dicas de memorização, tempo de estudo, como fazer as provas, como aumentar o seu desempenho, organização e planejamento, técnicas de estudo e preparo emocional. Indico sempre pra quem está com vontade de começar a estudar pra concursos porque ele traz um norte de por onde começar e como fazer pra dar certo.

A Angela Denardi, indicou: Os Quatro Compromissos – Don
Miguel Ruiz

Uma leitura muito leve e rápida. O livro é baseado na filosofia Tolteca, trabalha principalmente as nossas crenças, ilusões, fazendo uma reflexão sobre as nossas atitudes do dia a dia e das pessoas que convivemos. E também como somos influenciados e modificados pelos padrões impostos pela sociedade.

A Silvana Silveira indica dois livros:

O poder do Agora – Eckhart Tolle

Essa leitura conduz o leitor a pensar sobre como o ser humano usa a sua mente diariamente com tanta intensidade e exaustão que esquece de pausar para viver o momento presente, as coisas simples e importantes do cotidiano, pois sempre está buscando racionalizar tudo. Também trouxe o entendimento de que eles têm o poder de controlar o próprio corpo e fluxo de pensamentos, através da respiração e conexão com o espaço e silêncio a sua volta. A leitura precisa ser lenta e reflexiva para captar cada ideia abordada.

 

Quem Pensa Enriquece – Napoleon Hill

O autor conta o segredo para ganhar dinheiro que fez as fortunas de cerca de 500 pessoas excepcionalmente ricas, convivendo com grandes empreendedores da história, como Henry Ford, Thomas Edison, Theodore Roosevelt, Andrew Carnegie e John D. Rockefeller, o autor identificou algumas características comuns a todos eles. Ele analisou cada evento-chave, identificou as lições aprendidas e reduziu-as em princípios básicos, criando uma filosofia de realização pessoal que pode ser usada por qualquer um como um guia para criar seu próprio sucesso. O objetivo principal do livro é levar esse conhecimento para o máximo de pessoas a fim de popularizar a fórmula do sucesso desses grandes nomes da história.

A Dienifer Carvalho Kist indica Por que fazemos o que fazemos? -Mario Sergio Cortella

É uma leitura muito leve, que nos faz repensar sobre as nossas atitudes e as razões de fazermos determinadas coisas, por vezes não estamos tendo consciência das nossas ações e vivendo de forma automática, sem perceber o quanto isso pode influenciar de forma negativa as nossas vidas. O livro faz com que a gente reflita como estamos vivendo e nos impulsiona a viver de forma consciente e com propósito.

Esperamos ter contribuído para futuras leituras!

Abraços, Equipe CEISC. 

Por Equipe de Conteúdos CEISC

    Leave Your Comment Here

    Close Bitnami banner
    Bitnami