Como se preparar emocionalmente para a prova?

Prepare-se emocionalmente para a prova com as dicas do blog do Ceisc. Confira agora!
Psicóloga Caroline Maria Nunes

Por:

Caroline Nunes

Sabemos o quão desafiador e intenso é a preparação pré-prova, justamente por estar sendo um período em que você está investindo todas as suas energias e expectativas sobre esse momento.

A sobrecarga, o estresse, a tensão, o desânimo, a ansiedade e preocupação excessiva, são sentimentos presentes nesse momento, por isso, precisamos pensar em alternativas em como tornar essa fase menos sofrida e mais possível de ser gerenciada psiquicamente.

Dedicação é a palavra-chave. Ainda que temporária!

O primeiro fator importante de lembrarmos é que essa dedicação é temporária e se faz necessária resgatar sua trajetória para rever as motivações que te trouxeram até aqui. Esse é um momento que irá exigir de você, mas isso não significa que você terá que se abdicar de momentos de descanso em que consiga satisfazer necessidades básicas para continuar investindo em seus estudos.

Todo objetivo requer empenho e dedicação. Não temos como atalhar o caminho para torná-lo mais fácil, pois é parte dele entendermos que as dificuldades irão existir. E talvez o caminho nem fizesse tanto sentido e nem seria tão comemorado, se não fosse permeado pelo desafio. A conquista é desfrutada e apreciada com ainda mais intensidade, quando é constituída por desafios.

Nunca se esqueça: Tudo passa!

Por isso, lembre-se: por mais árduo que o percurso esteja sendo, esse ciclo em algum momento será finalizado, para que novos ciclos possam chegar. Além disso, independente do resultado final da prova, nenhum conhecimento é perdido e em vão. A maior bagagem que você poderá levar para onde for consigo, é o seu conhecimento, que vem se construindo e se solidificando cada vez que você aprende algo novo.

Assim, esse momento nos faz refletir que nem sempre teremos o controle de todas as situações e que a vida não se trata de uma linha linear que precisa ser seguida arrisca, pois tudo é passível de mudanças. No entanto, mesmo quando as rotas precisam ser recalculadas e reorganizadas, que o desejo de alcançar o objetivo da aprovação possa ser mantido e nutrido por você.

A vida e suas possibilidades

Viver é embarcar rumo a novas possibilidades e apostar naquilo que se deseja. As vezes o tempo que você programou e planejou, terá que ser revisto e mais flexível, para que tolere falhas, dúvidas, medos e incertezas. E como é importante acreditar em si para poder se aventurar em suas escolhas, tendo a certeza de que a vida é feita de tentativas, frustrações, erros e acertos.

Por isso, pensamos em algumas sugestões para o gerenciamento emocional e técnicas que possam auxiliar você em seus estudos:

– Aprenda a acolher e escutar as suas emoções: preste atenção no que suas emoções estão querendo comunicar a você. Não as julgue como certas ou erradas. Quando mais você se limita de sentir essas emoções, maior será o seu sofrimento. As nossas emoções merecem serem escutadas e validadas por nós.

– Crie práticas de autocuidado: busque por alternativas que ajudem a amenizar as emoções desconfortáveis presentes neste momento. Conte com pequenas pausas e cuide da sua saúde física e mental dentro dos recursos disponíveis que você tem.

– Pegue mais leve com você: Não se cobre e nem se exija tanto por um alto desempenho ou performance. Reconheça os seus limites e ajuste o ideal ao real. Respeite aquilo que é possível de dar conta nesse momento.

– Elenque suas prioridades: coloque no topo da lista aquilo que você ainda tem dificuldade e o que não pode deixar de ser feito. Não hesite em tirar suas dúvidas, trocar ideias com colegas e professores.

– Respeite as suas necessidades: os conteúdos sobre a prova são densos e por isso, é importante entender que seu tempo de estudos só será aproveitado e eficaz, se você conseguir suprir suas necessidades básicas (físicas e emocionais).

– Não é somente sobre o tempo de estudo que você deve refletir, mas sobre a qualidade de como esse estudo está acontecendo: muitos estudantes programam uma rotina exaustiva de estudos em que acabam focando mais no tempo cronológico de estudos do que na qualidade desse tempo. Vale mais você estudar um tempo menor em que consiga focar, do que estudar por horas e horas estando cansado e com dificuldades de concentração.

– Quando você estudar de maneira intensa e estiver se sentindo cansado, busque proporcionar a si mesmo momentos de descanso e autocuidado. Seu corpo não é uma máquina e é preciso reservar um tempo de qualidade para repor suas energias.

– Não meça o seu tempo de estudo com a régua do outro: cada pessoa tem seus limites e uma maneira na qual consegue se organizar em relação aos seus estudos, por isso, faça aquilo que seja eficaz e funcione para você. Embora possa seguir sugestões, busque pelo autoconhecimento para analisar como você pode administrar o seu tempo de estudos de acordo com sua disponibilidade e rotina.

Lembre-se que todo esse esforço é para que você siga construindo a sua trajetória profissional. Já dizia Fernando Pessoa:

“Tudo vale a pena quando a alma não é pequena”.

Honre o seu processo, se respeite e acolha as suas emoções.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunas Relacionadas

Posts relacionados

Pular para o conteúdo