A verdadeira validação precisa vir de dentro!

Um reflexão sobre o olhar externo reflete na construção enquanto ser humano.
Psicóloga Caroline Maria Nunes

Por:

Caroline Nunes

Buscar pela validação do outro é algo tão presente em nossa construção enquanto ser humano. Queremos pertencer, se identificar e ser incluído em nossas relações. Mas será que em muitos momentos, você sente que possa estar abrindo mão da suas opiniões, da sua subjetividade e singularidade, pelo medo de não receber a aprovação do outro?

A insegurança diante de quem você é, pode fazer com que você permaneça a mercê de que o outro reconheça e valide aquilo que é importante para você.

Eu costumo dizer para as pessoas que passam pela minha escuta que no espaço terapêutico, elas não estão em uma condição de ter que me “provar” algum tipo de resultado. A ideia é que cada vez mais, possam se permitir através da relação transferencial, a mostrarem-se verdadeiramente, com suas falhas, acertos, qualidades e defeitos. Essa é a evolução!

Na maioria das vezes, não precisamos de alguém que nos diga sobre o devemos fazer e qual caminho seguir. O que precisamos é de alguém que segure a nossa mão e nos encoraje a voar sendo a gente mesmo. Que nos ajude a construir a segurança em si.

Por isso, lembre-se que:

Você não precisa da aprovação do outro para ser quem você quiser ser. Não espere que venha do fora, a validação que precisa vir de dentro!

O resultado de uma prova, seja ele diferente do que você imaginou e esperou, não definirá a sua capacidade intelectual, até porque tudo aquilo que foi estudado até aqui, não foi perdido e não foi em vão, já que o conteúdo irá permanecer armazenado de alguma maneira dentro de você. É muito importante também você se questionar sobre como você encara as avaliações em sua vida e como você as enfrenta. O fato de já ter chegado até aqui e de ter dado esse primeiro passo, já significa uma tentativa em si mesmo. Por isso, mais do que um resultado em si, a prova significa uma possibilidade de testar os seus conhecimentos, bem como poder se desafiar e se conhecer.

Nem sempre teremos controle sobre o planejamento que temos em vista, já que a vida não se trata de uma linha linear que precisa ser seguida à risca. Vivemos em um mundo de muitas expectativas internas e externas, pressão por ser bem-sucedido e ter sucesso, que não é possível tolerar falhas e erros. Em relação à frustação, é importante entendermos que ela faz parte do autoconhecimento. Fugimos o tempo todo de nos frustrarmos, esquecendo que é impossível passar pela vida, sem passar pelas frustrações.

Deste modo, te convido a seguinte reflexão:

Quando você se depara com a frustração de uma expectativa que não foi atendida, quais novas rotas poderão ser construídas?

Que saibamos que as rotas podem ser recalculadas sempre que for preciso. As possibilidades não se esgotam diante de uma frustração. E que bom. É nesse momento, que se faz necessário reunir forças para continuar investindo nos seus sonhos mais insistentes.

Que você siga caminhando e se permita a percorrer lugares desconhecidos. O melhor da vida são as belas surpresas encontradas despretensiosamente ao caminhar.

Além disso, é muito importante respeitar o seu tempo, os seus limites e entender que nem sempre tudo irá acontecer conforme previsto e planejado e nem por isso você deverá desistir do seu objetivo estipulado. Para isso, deverá construir e pensar em outras possibilidades alcançáveis: plano A, plano B, plano C (entre outras possibilidades).

Se você não conseguiu atingir o resultado estimado, quais são os caminhos possíveis que você ainda pode percorrer?

Nenhuma prova deve colocar em risco a sua integridade física e mental. Uma aprovação não define o valor de quem você é. Você merece se tratar de forma respeitosa e afetiva. Ressignifique esse momento e recomece aos poucos, de onde você parou! No final, tudo vale a pena.

Sigmund Freud já dizia:

“Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutaste”.

Com carinho, psicóloga Caroline Maria Nunes.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunas Relacionadas

Posts relacionados

Pular para o conteúdo