Os pilares do estudo estratégico para a 1ª fase da OAB

Conheça os pilares do estudo estratégico para a 1ª fase da OAB e tenha um desempenho de destaque na prova.
Camila Lopes - Mentorias

Por:

Camila Martins

Com a publicação do edital do 37° Exame nessa segunda-feira (5), o senso de urgência com a proximidade da data da prova traz o desconforto daqueles que ainda não começaram os estudos para a primeira fase. O edital deixa mais palpável a necessidade da preparação com seriedade, além de fortalecer a vontade do examinando que quer ser aprovado no último exame com “apenas” 17 disciplinas exigidas.  

Entretanto, como tudo na vida, não basta querer, é preciso fazer… e bem-feito!  

O fazer bem-feito significa ter um estudo de alta performance, palavras bonitas que significam: utilizar o seu tempo com inteligência. Sabemos que cada um enfrenta lutas diversas para alcançar esse objetivo, mas que o fator praticamente unânime entre os examinandos é a escassez de tempo. Tendo essa informação como base, organizar o seu tempo de estudo com estratégia torna-se algo imprescindível.  

No texto de hoje vou apresentar os pilares que compõem um estudo estratégico para a 1ª fase, trazendo dicas e informações sobre como aplicá-los. Vamos juntos?  

Desvendar a prova

Você precisa conhecer o que vai enfrentar, por isso recomendamos que você realize (ao menos) uma prova de um exame anterior da OAB. As provas de todos os exames estão disponíveis no site da FGV, de forma gratuita. 

Ao realizar essa prova anterior simule as condições do dia da prova: não consulte materiais, resolva a prova no limite máximo de 5 horas e evite sair do seu espaço de estudo enquanto realiza o exame.  

Benefícios

Você terá menos elementos-surpresa no dia da sua prova, pois a estrutura do exame, a disposição das disciplinas e o padrão das questões não serão uma novidade para você.  

Análises

Ao concluir o exame, confira o gabarito e posteriormente analise o seu desempenho em cada uma das disciplinas cobradas. Além disso, verifique quanto tempo você levou para realizar a prova e o quanto as suas emoções afetaram o seu desempenho. 

Todas essas informações te permitirão direcionar os elementos que precisam de maior atenção na sua preparação. Fortalecer esses pontos que te prejudicaram será a sua missão nos próximos meses, pois você já sabe quais são as suas fraquezas. 

Organizar os estudos

Defina com franqueza e realismo quanto tempo diário você poderá dedicar para a sua preparação. Além disso, defina com o máximo de exatidão em qual momento do dia esse estudo ocorrerá. Enquanto não for um plano real e comprometido, nenhuma sugestão ou palavra de apoio será suficiente. Você precisa exercer esse comprometimento com o seu estudo, quanto mais você demorar para definir, menos tempo de estudo você terá.  

Para esse pilar é importante também determinar qual cronograma de estudos que você seguirá. Entenda o funcionamento do cronograma antes de iniciá-lo, pois assim, a propensão de que você o realize será maior. 

Benefícios

Outras atividades da sua rotina, que também são importantes, seguirão sendo realizadas, a diferença é que você definirá com maior precisão quando cada uma delas acontecerá. Outro ponto relevante é que um cronograma de estudos poupa tempo do examinando, já que as atividades para cada dia já estão definidas e organizadas, restando a você apenas cumpri-las.  

Análises

Se inicialmente for muito difícil para você manter um estudo contínuo de 3 horas, por exemplo, divida-o em dois períodos de 1h30min, para que a preparação seja efetiva e a construção do hábito seja iniciada. Outro ponto relevante é perceber em qual momento do dia você é mais produtivo e procurar utilizar essa informação a favor dos seus estudos, dando preferência ao momento em que você está mais focado. 

Aplicar o Método Turbo: o método consiste em três passos:  

Ler o material -> Assistir à videoaula -> Resolver questões 

A leitura do material pode ser feita tanto em material virtual, quanto no material físico (caso você tenha o kit de livros do Ceisc), e essa leitura pode ser dinâmica, rápida, apenas marcando os pontos principais.  

As vídeoaulas podem ser aceleradas para que você tenha ainda mais tempo disponível para os outros estímulos de estudo. Devendo sempre cuidar para não fazer transcrições das aulas, e sim, breves anotações dos pontos de maior relevância. O foco deve estar nas explicações e não no resumo gigantesco de tudo que foi dito.  

Quanto à resolução de questões, não basta encontrar a alternativa correta, é necessário compreender o erro nas demais alternativas, por isso, prime por assistir aos vídeos de correção. E não se preocupe em errar, costumamos gravar melhor os conteúdos que erramos do que aqueles que acertamos.  

Benefícios

Nesse formato de estudo você terá uma retenção maior do conteúdo, pois aplicará diferentes estímulos ao seu estudo e ainda estará aliando a preparação teórica (leitura e vídeoaula) com a preparação prática (resolução de questões). Tudo isso é fundamental para que você não esqueça os conteúdos que estudou, pois de nada adianta apenas estudar por questões, marcando as erradas e as certas, sem construir uma base sólida de conhecimento para enfrentar as diferentes abordagens que esse conteúdo pode ter na sua prova.  

Análises

Verifique, conforme você for aplicando o método entre as diferentes disciplinas, o quanto o seu desempenho nas questões está evoluindo, anote esses dados e utilize essa informação no estudo daquelas disciplinas em que o desempenho ainda não é o desejado, aplicando o método Turbo de forma mais detalhada nessas disciplinas.  

Esses são os pilares que contemplam uma preparação estratégica e de alta performance.  

Um pilar complementa o outro, ou seja, ao entender a organização da prova e o perfil de exigência da banca -> a organização do seu estudo se adapta a essas informações -> ao aplicar o método de estudo, sua análise dos materiais, aulas e questões será mais focado e objetivo no que efetivamente pode aparecer na prova. E por essa razão que a aplicação dos pilares de forma isolada não é suficiente, pois não adianta conhecer o perfil de cobrança da prova e não ter base conteudista para se assegurar. O segredo está na junção desses pilares! 

Se você gostou do conteúdo abordado e quiser se aprofundar um pouco mais, recomendo acompanhar as lives do evento da Semana do Edital e caso você ainda não tenha se inscrito no evento, já aproveita essa indicação! Tem muito conteúdo de qualidade: materiais gratuitos, mentorias abertas e muito mais.  

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunas Relacionadas

Posts relacionados

Pular para o conteúdo