Como fazer revisões de qualidade?

Dicas para otimizar a revisão, tendo-a como aliada antes da prova.
Camila Lopes - Mentorias

Por:

Camila Martins

A jornada rumo à aprovação na OAB exige não apenas um estudo eficiente, mas também revisões adequadas para que o tempo investido no estudo não seja desperdiçado. Muitos alunos costumam negligenciar as revisões periódicas, por vezes entendendo-as como perda de tempo. No entanto, neste contexto, gostaria de destacar argumentos que demonstram o contrário: as revisões, na verdade, otimizam seu tempo de estudo de maneira significativa.

No âmbito neurocientífico

De acordo com Cosenza e Guerra (2011, p. 36), o estudo favorece a criação de novas sinapses (ligações entre neurônios), que aumentam a fluxo de informação, permitindo que novos conceitos sejam entendidos a partir de conhecimentos pré-existentes. Já a ausência de uso dessas ligações, empobrece os circuitos neurais, gerando o esquecimento dessas informações.

Isso implica que a prática de revisão fortalece as redes neurais já formadas, aprimorando as interconexões entre os conhecimentos adquiridos. Por outro lado, a ausência de contato com essas informações leva ao esquecimento do seu conteúdo.

Aumente a retenção do conteúdo

Dar tempo para as informações estudadas se sedimentarem no seu cérebro e posteriormente revisitá-las, permitirá que você possa incorporar ainda mais detalhes àquele conteúdo. Isso porque no segundo contato com a matéria, você não partirá da estaca zero. Com a revisão, o seu conhecimento prévio será consolidado e ampliado.  

Entenda as dificuldades

Ao realizar revisões você terá a possibilidade de encontrar as suas dificuldades antes do dia da prova, tendo tempo para remediar eventuais erros e preencher lacunas de conhecimento.

Estimule a memória

Não estamos falando da “decoreba”, pelo contrário, é fundamental revisar conteúdos estudados para memorizá-los a médio prazo. Conforme estudos de Hermann Ebbinghaus sobre a curva do esquecimento, nosso cérebro se desfaz das informações que julga inúteis, ou seja, é altamente provável que esqueçamos conteúdos que não costumam ser utilizados. Por isso é fundamental incorporar as revisões regulares na sua preparação e saber como fazê-las corretamente.

Como fazer revisões?

No processo de revisar os conteúdos estudados, por vezes o aluno pode recorrer a processos longos e ineficientes. Nesse sentido, trago dicas para que a sua revisão seja objetiva e com qualidade.

  • Materiais para revisão:

Você pode produzir o seu próprio material de revisão enquanto estuda!
Sem nada elaborado ou demorado, enquanto você fizer a leitura do material, realize marcações pontuais do conteúdo e ao assistir videoaulas, monte esquemas do raciocínio formado ao compreender a explicação.

Outra fonte de revisão eficiente é retomar as questões que você havia errado, refazendo-as sem ver as marcações anteriores. É utilizar o que chamamos de “Caderno de Erros”, você vai anotando as questões que tiver errado para lembrar de realizá-las novamente durante a revisão.

  • Objetividade:

Revisar não significa estudar todo o conteúdo novamente. O aprendizado já deve ter ocorrido, por isso o processo de revisão será retomar os pontos essenciais do aprendizado.

Eu sei que inicialmente tudo vai parecer muito importante e você vai ficar com medo de esquecer algum ponto não marcado, mas se você der a mesma importância para tudo, nada terá destaque e a probabilidade de que você esqueça o conjunto de informações é maior. Suas revisões devem focar no essencial!

  • Momento específico:

O processo de revisão deve ser constante durante os seus estudos, preferencialmente uma vez na semana. Tenha esse momento registrado no seu cronograma ou planejamento de estudos, para que ele seja uma constante.

Revisão para alunos Ceisc:

Momento: a Revisão compreende o 4° passo do Método Turbo. Para aqueles que são nossos alunos na 1ª Fase da OAB, indicamos que a revisão aconteça aos sábados pela manhã, retomando os assuntos que foram estudados na semana, dedicando em torno de 3 horas para essa atividade.

Passo a passo para a revisão:

1°) Anotações: revise as anotações feitas ao lado da videoaula. Não se preocupe em fazer grandes anotações, o importante é que você consiga registrar os tópicos mais importantes do conteúdo.

2°) Mapas mentais: nos cursos são disponibilizados mapas mentais de todas as disciplinas. Faça a leitura dos mapas para complementar a revisão.

3°) Questões do cronograma: no sábado pela manhã são indicados os links com questões extras sobre os conteúdos da semana, resolva as questões e acompanhe o vídeo de correção para manter as informações ativas na memória.

Revisão Turbo: as duas semanas finais da preparação são reservadas para revisão dos pontos principais de cada disciplina. Ainda que seja um evento gratuito Ceisc, nossos alunos sempre recebem vantagens exclusivas para facilitar a revisão.

Revisão para não alunos:

Para aqueles que ainda não são alunos Ceisc, indico primeiramente a utilização do cronograma gratuito de 100 dias do Ceisc, com a organização dos assuntos diários a serem estudados. A partir disso, você colocará no cronograma o momento semanal que reservará para a revisão dos tópicos estudados.

Utilize seus materiais da faculdade, aulas abertas do Ceisc no Youtube e conteúdo online para revisar o que você estudou. E se atenha somente ao que for mais importante, para deixar bem gravado os pontos principais de cada conteúdo.

E para finalizar, acompanhe o Ceisc nas redes sociais para não perder nada da nossa Revisão Turbo, nas duas semanas que antecedem a prova de primeira fase!

Abração,

Camila Martins

Referências:

COSENZA, R. M.; GUERRA, L. B. Neurociência e educação: como o cérebro aprende. Porto Alegre (RS): Artmed, 2011.

Ebbinghaus, H. (1885). Über das Gedächtnis: Untersuchungen zur experimentellen Psychologie [On Memory: Investigations into Experimental Psychology]. Duncker & Humblot.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

2 respostas

  1. Quem me dera eu poder pagar um curso como seisc.
    Admiro demais o trabalho , conheci o seisc quando passei na primeira fase, hoje estou na repescagem do 39.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunas Relacionadas

Posts relacionados

Pular para o conteúdo