Concursos

Fundação Carlos Chagas: Qual o perfil da banca?

Blog do Ceisc inicia uma série em que apresenta as características das principais bancas de concursos públicos do Brasil.

Última atualização em 20/02/2024
Compartilhar:

Na trajetória dos concurseiros, muito se fala sobre as características das empresas que são contratadas para gerir as etapas que compõem as seleções, neste caso as bancas organizadoras. O que para alguns concurseiros apresenta uma diferenciação entre esta ou aquela banca, a empresa que gere determinado concurso, pode influenciar até na abordagem aos estudos dos candidatos, que acabam priorizando aquelas matérias onde a banca é por vezes temida.

Mas qual a característica dessas bancas? O que as diferencia umas das outras? A partir deste post, iremos apresentar as particularidades de quem são a porta de entrada para realização de sonhos daqueles que dedicam a sua vida para encontrar a vaga tão desejada. Para hoje, iniciaremos com a Fundação Carlos Chagas (FCC), que é uma das principais empresas especializadas em concursos do Brasil.

Uma das bancas mais antigas do Brasil

A Fundação Carlos Chagas, é uma empresa que atua no segmento de aplicação de provas para concursos públicos no Brasil, há mais de 50 anos. Sendo uma empresa que até hoje mantem uma importante reputação no cenário dos certames nacionais, estaduais e municipais, tendo uma ampla gama de concursos para estatais, prefeituras, magistratura, Analistas de Tribunais e Ministério Público etc. Atualmente, está cotada para organizar dois concursos para o Tribunal Regional do Trabalho, da 11ª e 12ª região.

FCC se reinventou e hoje está entre as mais temidas pelos concurseiros

Ao longo da sua trajetória, durante o um tempo a Fundação Carlos Chagas (FCC), ostentava entre os concurseiros o apelido pejorativo de “Fundação Copia e Cola” em alusão as três letras em compõem o seu nome. O que obrigou a empresa a se reinventar ao longo do tempo e que hoje a coloca como uma banca que além da cobrança da letra de lei, exige raciocínio, interpretação e o conhecimento aprofundado do conteúdo.

Dessa forma, a FCC atualmente está entre as bancas mais rigorosas do Brasil quando o assunto é a resolução das questões das suas provas, o que ao mesmo tempo não é motivo para pânico. Afinal, se você está bem preparado, não será a banca um impeditivo para buscar o resultado desejado. Contudo, não tenha medo de enfrentar essa banca, pois vamos ajudá-lo com informações relevantes e dar dicas de como estudar para as provas elaboradas ou organizadas pela FCC.

Principais características das provas da FCC:

Nível de dificuldade das questões: Até passar pelo seu processo de reinvenção dentro do espectro dos concursos públicos, a FCC era uma banca conhecida por favorecer os candidatos que decoravam o conteúdo. A memorização era o suficiente para obter boa pontuação nas provas. Atualmente, com a mudança no estilo das provas, a FCC, hoje, já é reconhecida por ser uma banca que exige interpretação e raciocínio dos concurseiros.

Questões abordam casos práticos: Uma característica marcante da FCC é a abordagem de questões em forma de casos práticos, as quais demandam controle emocional e de tempo, bem como muita compreensão e interpretação da lei aplicada ao referido caso concreto do exercício. Mais um desafio a ser superado pelo candidato.

Controle de tempo na realização da prova: Item básico para quem quer fazer provas da FCC, pois, com o novo formato de provas ficando cada vez mais rigoroso, os candidatos tendem a demorar mais tempo em cada questão. Com isso, se o concurseiro não fizer o controle de tempo da prova, ele acabará se perdendo nas questões e, consequentemente, perdendo também pontos importantes.

Uma dica para os concurseiros é elaborar estratégia na resolução da prova, pois não dá para ficar de 5 a 10 minutos quebrando a cabeça numa só questão. Por isso, o ideal é que o candidato resolva as questões mais fáceis para depois se dedicar àquelas que oferecem maior grau de dificuldade.

Ponto de corte acessível: Mesmo com requisitos e alta exigência, o ponto de corte hoje gira em torno de 60 a 70% do total da prova. Vale lembrar que esse cálculo é relativo, uma vez que não se pode afirmar que é sempre assim, mas é uma nova tendência da banca FCC. Ainda assim, ressalta-se que anteriormente o corte era alto, o que girava em torno de 85% da prova para ser aprovado. Mas nada de estudar par ao mínimo, ok? Bora buscar a pontuação máxima, sempre!

Quais são as disciplinas mais cobradas pela FCC?

Cada banca tem a sua peculiaridade na hora de cobrar determinadas matérias conforme a avaliação aplicada. A FCC neste caso não foge a regra e listamos algumas matérias importantes, comuns as seleções em que a FCC é a banca, e apresentamos algumas dicas

Língua Portuguesa: Uma matéria que sempre exige dedicação especial dos concurseiros, a FCC tem cobrado em suas provas de português textos que demandam do candidato conhecimento em interpretação, sintaxe, gramática e pontuação por meio de textos extensos e questões longas. A FCC na maioria dos certames apresenta um gosto pela troca de palavras no texto, avaliando a amplitude e profundidade do vocabulário do concurseiro.

Raciocínio Lógico: Outra disciplina que por vezes acaba sendo uma pedra no sapato dos concurseiros, a FCC tem por característica mesclar matemática e lógica, entre questões de verdade e mentira e testes de hipóteses. Cuidado: Essa matéria é um pesadelo para os concurseiros da área jurídica, pois a maioria não tem afinidade com a disciplina. Por aqui a dica de ouro é procurar por provas anteriores e simulados para buscar uma afinidade com a matéria.

Informática: Uma característica comum entre as bancas, é que as provas de informática costumam ser cansativas e a FCC segue a mesma linha. Com textos longos, os conteúdos mais cobrados estão relacionados ao pacote office (word, excel e power point) e à internet (segurança da informação, internet explorer, windows e conceitos gerais relacionados à internet).

Direito Administrativo: Um bônus para os concurseiros atrás de dicas sobre a FCC, é que as provas de Direito Administrativo costumam estar baseadas na doutrinadora Maria Sylvia Zanella Di Pietro e apresentam questões mescladas entre lei seca, doutrina e jurisprudência.

Direito Constitucional: Para essa matéria, as provas de Direito Constitucional da FCC geralmente cobram a literalidade da Constituição Federal, mas não deixam de exigir, também, questões acerca da jurisprudência do STF, bem como doutrina e/ou súmulas.

00

Fale com a gente

Converse com a equipe de Vendas Ceisc pelo Whatsapp ou então tire suas dúvidas com o Atendimento Ceisc pelo e-mail para atendimento@ceisc.com.br