OAB 1° e 2° fase

Como conciliar tempo de estudo com tempo de descanso?

Como conciliar tempo de estudo com tempo de descanso? Confira as dicas do blog do Ceisc e melhore seu desempenho.

Última atualização em 20/02/2024
Compartilhar:

Com o fim do ano se aproximando, temos um acúmulo de atividades exercidas o ano todo que refletem em sintomas físicos e psíquicos, que irão servir como alerta.

Por isso, se faz de suma importância valorizar e priorizar o seu tempo de qualidade, tanto de estudos quanto de descanso.

Dicas para ajudar você na organização do seu tempo:

  • Em relação aos estudos, priorize o tempo de qualidade: muitos estudantes programam uma rotina exaustiva de estudos em que acabam focando mais no tempo cronológico de estudos do que na qualidade desse tempo. Vale mais você estudar um tempo menor em que consiga focar, do que estudar por horas e horas estando cansado e com dificuldades de concentração.

  • Construa um cronograma de estudos realista, de acordo com aquilo que você consegue fazer neste momento.

  • Reflita que não é possível dar conta de tudo o tempo todo: isso convida você a dividir em partes os seus estudos, já que você não precisa se sobrecarregar e fazer tudo de uma hora para outra. Se autorize a ter momentos de pausas (principalmente agora com as confraternizações presentes no final do ano) e depois retome os estudos novamente. Descansar e recomeçar, trará a você mais disposição e concentração.

  • Respeite os seus limites e o seu processo: entregar o seu máximo não tem a ver com você extrapolar os seus limites e chegar à exaustão para reconhecer a importância do cuidado consigo. Sua concentração depende de como você está se sentindo. Escute o seu corpo e entenda que o seu cérebro precisa de descanso para absorver e assimilar os conteúdos estudados. Momentos de lazer e cuidado consigo são imprescindíveis neste momento e devem também ser incluídos em seu cronograma de estudos. Descansar a mente é importante para recuperar o fôlego e continuar investindo em seus estudos. 

  • Realize práticas de autocuidado: reserve um momento do seu dia para cuidar da sua saúde física e mental. Entre em conexão com seu corpo e com seu psiquê por meio de uma atividade física regular, lendo um bom livro, ouvindo a sua música preferida, fazendo uma massagem relaxante, enfim, proporcionando a si mesmo algum momento de prazer.

  • Avalie as suas condições de trabalho/estudo: condições de trabalho/estudo precárias tendem a resultar em esgotamento psíquico. Por isso, identifique se o local no qual você tem realizado as suas atividades, tem ofertado a você condições adequadas que possam assegurar a sua saúde mental e física.

  • Coloque o pé no freio: a importância de desacelerar e saber elencar o que é prioridade é fundamental para quem vem sofrendo com o esgotamento psíquico. Você não precisa dar conta de tudo. Coloque como prioridade o seu autocuidado para que assim, consiga posteriormente olhar para as demandas do externo.

  • Ter momentos de descanso e lazer é indispensável: quem sofre de esgotamento psíquico, possui uma tendência a dedicar-se de forma excessiva e intensa as próprias demandas, deixando de lado suas necessidades básicas como comer, dormir, estar com a família e amigos. Deste modo, reserve um tempo na sua semana para fazer algum programa que alimente a sua sociabilidade. Não deixe de desfrutar de momentos de lazer consigo mesmo e com aqueles que ama. Cultive as suas relações!

Por isso, lembre-se:

Não deixe de cuidar de você. Para que você consiga dar conta das suas atividades, sua saúde mental precisa ser atendida, em primeiro lugar. Você merece se tratar de forma respeitosa e afetiva.

00

Fale com a gente

Converse com a equipe de Vendas Ceisc pelo Whatsapp ou então tire suas dúvidas com o Atendimento Ceisc pelo e-mail para atendimento@ceisc.com.br